Arquivos para ‘Assuntos Abordados’ Categoria

Os Craques e o Perna de Pau

02.OS CRAQUES E O PERNA DE PAU

O PT, atônito, joga para a arquibancada. Quer usar as reservas, propõe a criação de novas faixas para o Imposto de Renda
Em 1958, véspera do jogo Brasil e Rússia, o técnico chamou Garrincha e lhe disse: “Vamos ganhar com uma jogada sua. Pegue a bola e drible o seu marcador. Quando vier o outro zagueiro, você o dribla também. Depois, vá à linha de fundo e cruze para o Vavá fazer o gol”. Garrincha, que ouvira a “estratégia” calado, indagou: “Mas, professor, você já combinou isso com os russos?”

A história é oportuna quando ministros e políticos governistas estão repetindo, como papagaios, o mantra “crescimento econômico”. A ladainha começou quando o ex-presidente Lula vociferou: “Dilma, você precisa liberar o crédito, fazer a roda da economia girar e dar boas notícias”. O problema do “mais créditos” é que o endividamento das famílias brasileiras já é o maior dos últimos dez anos. Para quase 40% dos brasileiros, a meta principal em 2016 é pagar dívidas, antes da casa própria, de trocar o carro ou encontrar um grande amor.

Difícil, também, é rodar a economia e dar boas notícias. Em 2015, o PIB pode ter encolhido até 4%, o desequilíbrio fiscal ficou próximo de R$ 120 bilhões, e o país foi rebaixado por duas agências de risco. A inflação anual foi de 10,67%, o desemprego chegou a 9%, e o dólar beira os R$ 4. Compõem o cenário a grave crise política e a popularidade da presidente em frangalhos. Sem falar dos processos de impeachment, no Congresso, e das contas de sua campanha no Tribunal Superior Eleitoral.

O atual ministro da Fazenda é Nelson Barbosa, o mentor da malfadada “nova matriz econômica” que — associada ao vale-tudo eleitoral — levou a economia brasileira a esse desastre. Para complicar, Barbosa está envolvido no caso das “pedaladas” e pode ser condenado no TCU.

Tão ou mais enrolada está a cúpula do Legislativo. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha, tenta livrar-se da cassação, enquanto o do Senado, Renan Calheiros, responde a vários processos no STF e teve o sigilo bancário quebrado no fim de 2015. O presidente do TCU, Aroldo Cedraz, é também investigado na Lava-Jato.

Qual a credibilidade que oferece um país em que ninguém sabe dizer exatamente quanto tempo o ministro da Fazenda, a presidente da República e os titulares da Câmara, do Senado e do TCU permanecerão nos seus cargos?

Os fatos e as expectativas — que afetam o comportamento da economia — são totalmente desfavoráveis. Para completar, em 2016 teremos eleições municipais, o que torna ainda mais difícil a contenção de despesas e a aprovação pelo Congresso de medidas impopulares. Neste cenário de incertezas, só um louco irá investir no Brasil. E, se o fizer, o preço será alto.

O PT, atônito, joga para a arquibancada. Quer usar as reservas, propõe a criação de novas faixas para o Imposto de Renda, impostos sobre lucros e dividendos, a elevação da tributação sobre heranças e doações, a volta da CPMF e a criação de impostos sobre grandes fortunas, jatinhos, helicópteros etc. Não vai ganhar o jogo, mas o discurso agrada à torcida. Como dizia Antônio Ermírio de Moraes, “a arte do PT é pedir dinheiro aos ricos, pedir voto aos pobres e mentir para ambos”. Certa ou errada a frase, o partido volta a propor medidas que alardeia desde a fundação, mas que, curiosamente, jamais implementou nos 13 anos em que está no poder.

Para agradar aos empresários, o PT sugere ao governo reativar o Conselho de Desenvolvimento Econômico, “vender” aos bancos de parte do que a União tem a receber, salvar as empresas corruptas envolvidas na Lava-Jato da inidoneidade (por meio de uma vergonhosa medida provisória), permitir a repatriação de recursos, legalizar os jogos de azar e obter empréstimos na China para lançar um “novo PAC”, ainda que deva bilhões da versão anterior.

Contrariando o PT e toda a sua base de apoio, Dilma promete manter o ajuste fiscal, o combate à inflação, os cortes nas despesas obrigatórias e a fixação de idade mínima para a Previdência. Mas será que a presidente irá bater de frente com PT, CUT, UNE e MST, a tropa chapa-branca já convocada para ir às ruas contra o impeachment? Só o tempo dirá, pois o que Dilma fala não se escreve.

A verdade é que, neste momento, falar em crescimento econômico é como a família de um enfermo, há um ano na UTI, cogitar a sua participação como atleta na próxima Olimpíada. Nem combinando com os russos.

No futebol, em 1958, o Brasil venceu a Rússia por 2 a 0. Garrincha deu um show, e Vavá fez os dois gols. A diferença é que naquela época tínhamos um time de craques. Hoje, na política e na administração pública, são muitos os “pernas de pau”. Ou seriam “caras de pau”?
FONTE: OGlobo/Gil Castello Branco/19012016

Share Button

Lula arma golpe cinematográfico que se vingar pode valer o Oscar

DILMA E TEMER

Diogo Mainardi já desistiu. Prefere ver Veneza afundar do que contemplar aquilo que já afundou há muito tempo, conforme prenunciou. O golpe é de mestre.

Em um país onde tudo é faz de conta, Lula ainda abusa da sua versão de malandro da opinião pública. Depois de ver Maduro cair de tentar amadurecer mais no pé da mentira bolivariana, ver seu amiguinho querido e, dizem, sócio, Evo Morales encurralado e Cuba abrir as pernas para Obama, Lula agora vai para o tudo ou nada…

Share Button

Basta de Dilma!

06.DILMA2

A reputação de Dilma Rousseff, até aqui, se amparava em duas coisas: foi torturada durante a ditadura militar e não delatou (“coração valente”); embora seja um fracasso como administradora, nunca roubou em causa própria e nem deixou que roubassem (“a faxineira ética”).

Aí vem a Lava-Jato e carimba na testa de Dilma a acusação de que ela comanda o governo mais corrupto da História do Brasil. Mais corrupto do que os dois governos de Lula…

Share Button

Sorte de Lula subiu no telhado

LULA

A sorte de Lula subiu no telhado com a prisão, pela Operação Lava-Jato, do empresário José Carlos Bumlai, que estava pronto em Brasília para proclamar sua inocência diante de senadores e deputados da CPI do BNDES.

Até aqui, de todos os envolvidos com a roubalheira na Petrobras, Bumlai é quem mais aproxima Lula da Lava-Jato. É suspeito de ter-se beneficiado de negócios com a empresa para ajudar uma nora de Lula e pagar dívidas da campanha de Lula à reeleição em 2006…

Share Button

A Esperança Não Morre

ESPERANÇA

Sempre me perguntam se acredito no Brasil, eu respondo que acredito sim, e acredito muito no Brasil, pois este nosso país é muito capaz, é um país muito rico em quase todas as áreas.

Ainda não perdi a esperança, pois o Brasil é um dos maiores produtores do agronegócio, de um solo rico em riquezas minerais, temos a maior área de turismo do mundo, temos um parque industrial de destaque, produção de petróleo em abundância, o nosso futebol é o melhor do mundo, não temos terremotos, vulcões, terrorismo e nem tampouco tsunamis, mas temos a maior carga tributária do planeta terra.  

Mesmo com tudo isso as coisas não funcionam no Brasil. Não existe uma política agrícola consistente que possa dar aos produtores segurança. Quando chove a produção é perdida, Quando tem seca perdura a mesma situação, afora há falta de financiamento…

Share Button

A teoria do rabo preso

05.RABO PRESO

Brasil continua sendo também o país dos absurdos, o reino do surrealismo feito de ‘hipocrinismo’, uma mistura pós-moderna de hipocrisia e cinismo

Sem deixar de ser o fenômeno que os primeiros viajantes estrangeiros já tinham observado e que mais tarde o sociólogo francês Roger Bastide consagrou no livro “Terra de contrastes”, o Brasil continua sendo também o país dos absurdos, o reino do surrealismo feito de “hipocrinismo”, uma mistura pós-moderna de hipocrisia e cinismo.

A cada dia temos mostras disso e, como exemplo, já não cito mais nem o escandaloso caso do presidente da Câmara, que, pelo jeito, para ser condenado, talvez tenha que ser despachado para a Suíça. Enquanto isso, os deputados Chico Alencar e Jean Willys estão na mira do Conselho de Ética por quebra de decoro…

Share Button

Pesquisa: Governo Dilma é ruim ou péssimo para 70% dos brasileiros

04.DILMA

Os dados são de acordo com levantamento produzido pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em conjunto com a MDA Pesquisa, divulgado nesta terça-feira, 27…

A avaliação do governo da presidente Dilma Rousseff ficou praticamente estável entre julho e outubro, de acordo com levantamento produzido pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em conjunto com a MDA Pesquisa, divulgado nesta terça-feira, 27. Entre os entrevistados, 70% avaliaram negativamente o governo da petista. Na última pesquisa, divulgada em 21 de julho, o porcentual estava em 70,9% – a variação ficou dentro da margem de erro de 2,2 pontos porcentuais. O governo foi avaliado positivamente por 8,8% dos entrevistados, proporção superior a do levantamento anterior (7,7%)…

Share Button

O mito Lula começa a desmoronar

03.LULA

Seria temerário vaticinar o fim de Lula. Ou o fim de qualquer político, especialmente. Essa gente costuma ter muito fôlego.

Mas o mito Lula, o político que encarnou os desejos dos brasileiros mais pobres e de uma esquerda que jamais alcançara o poder; aquele que denunciou a existência de 300 picaretas no Congresso e se disse diferente de tudo o que está por aí; o mito vai sendo progressivamente desmontado…

Share Button

LULA DEVE DEPOR SOBRE ESCÂNDALO DA VENDA DE MEDIDAS PROVISÓRIAS

Ex-presidente Lula deve ser convocado a depor no escândalo de venda de medidas provisórias, que, segundo a Polícia Federal, rendeu R$ 2,4 milhões a seu filho Luiz Cláudio Lula da Silva só no caso da MP 471, que prorrogou benefícios fiscais para montadoras de automóveis. Já investigado por tráfico internacional de influência, Lula também foi denunciado em casos de corrupção no âmbito da Operação Lava Jato…

Share Button

Caminhos para reduzir a corrupção

01.CORRUPÇÃO

A corrupção faz parte da condição humana. Isso não é um álibi, mas uma constatação. Sempre haverá quem, independentemente das circunstâncias, ceda à tentação do crime.

Outro fenômeno é a corrupção sistêmica, na qual o pagamento de propina torna-se regra nas transações entre o público e o privado. Isso não significa que todos são corruptos ou que todas as interações entre agentes privados e públicos envolvam sempre propina…

Share Button
Powered by WordPress | Free Premium Free WordPress Themes with Plans | Thanks to WordPress 4 Themes, Free WordPress Themes and WordPress Themes Free