Arquivos para ‘Administração Pública’ Categoria

MPDFT investiga irregularidades em eventos organizados pelas Administrações Regionais

008.FRAUDE SHOWS

O Ministério Público do Distrito Federal e Território instaurou inquérito civil público para apurar possíveis irregularidades em eventos realizados pela Secretaria de Estado de Cultura e pelas Administrações Regionais do DF. A iniciativa foi publicada hoje no Diário Oficial da União na Portaria nº 162, de 18 de junho de 2015.

A medida foi adotada com base no Relatório de Auditoria Especial nº 05/2014, da Controladoria Geral do DF, que concluiu que os atos de gestão das contratações de artistas para shows e eventos culturais pela Secretaria de Cultura e pelas Administrações Regionais do DF fora realizados com diversas irregularidades…

Share Button

Investigações deixam ex-administradores na mira

 005.ADM INVESTIGAÇÃO

É bom os ex-administradores regionais colocarem as barbas de molho principalmente os que participaram da gestão do ex-governador Agnelo Queiroz. O período das investigações compreendem os anos de 2011 a 2013. O que rola nos bastidores é que a Polícia Civil do DF fez um pente-fino em todos os contratos dessas RAs. Apuramos que a coisa é bem feia e será divulgada em breve. As investigações são centradas principalmente nas obras públicas feitas por meio de cartas convites…

Share Button

Pedido surreal de compreensão à população

surreal_world_2008_by_riolcrt1

O Brasil tem sido palco, nos últimos anos, de inúmeras situações que podem ser classificadas como surrealistas. As surpresas mais desagradáveis nesse campo, em geral, são oriundas das áreas política e econômica. O termo surreal se aplica quando constatamos que a fantasia se sobrepõe à realidade. A referida expressão designa aquilo que apresenta características próprias do surrealismo, movimento artístico e literário que surgiu na Europa na década de 1920, que tinha como características o irracionalismo, a negação da lógica, a incoerência e valorizava todas as formas de expressão do inconsciente, do abstrato, dos sonhos e do próprio instinto. As teorias psicanalíticas de Sigmund Freud e as teorias políticas de Marx tiveram forte influência no movimento…

Share Button

Efetividade do contingenciamento no orçamento da União

contigenciamento_grande

Uma grande parcela da população brasileira acompanha com preocupação os efeitos das duras medidas econômicas que estão sendo implementadas pelo governo Dilma, neste primeiro ano de seu segundo mandato. Torna-se relevante, nesse contexto, analisar as medidas econômicas que estão sendo adotadas para reparar os graves erros cometidos pelo governo nos últimos anos. Os indicadores das contas nacionais evidenciam que o governo Dilma, no seu primeiro mandato, por meio de diversos artifícios, extrapolou os limites toleráveis dos gastos públicos. Foi esse comportamento inadequado na gestão das finanças públicas que levou o seu governo a descumprir a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2014. Apesar dessas evidências, a presidente recusa-se a reconhecer a sua responsabilidade pela gravidade da situação econômica vigente no país…

Share Button

A frágil consciência fiscal dos brasileiros

etiqueta-fragil

O pacote de ajuste fiscal encaminhado pelo poder executivo ao Congresso Nacional, composto por diversas medidas provisórias (MPs) que restringem o acesso a benefícios trabalhistas e previdenciários, como o seguro-desemprego e as pensões por morte, bem como reduzir a desoneração na folha de pagamento de diversos setores da indústria que haviam sido beneficiados, avança rumo à aprovação. O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, tem afirmado de forma quase dramática, nos diversos fóruns dos quais participou, que o pacote de ajuste fiscal proposto pelo governo precisa ser aprovado “rapidamente e sem grandes mudanças” no Congresso Nacional porque todas as atividades do governo, inclusive programas sociais, dependem do reequilíbrio das contas da União…

Share Button

Governo Dilma amarga um dia infernal

010.DILMA

Foi ontem o pior dos dias até agora do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff.

Está bem, exagero. Certamente foi um dos piores dias.

O que o governo amargou em menos de 12 horas:

  1. Foi adiado o início da votação das Medidas Provisórias 665 e 665 do ajuste fiscal;
  2. O PMDB anunciou que não tem mais compromisso de aprovar o ajuste devido à posição do PT;
  3. Por sua vez, o PT recusou-se a garantir os votos dos seus 64 deputados para aprovação do ajuste;
  4. A Câmara aprovou em definitivo a Proposta de Emenda à Constituição conhecida como PEC da Bengala, que aumenta a idade limite da aposentadoria compulsória de 70 para 75 anos no caso de ministros de tribunais superiores. Com isso, Dilma perderá a chance de indicar cinco novos ministros do Supremo Tribunal Federal e, pelo menos, mais 15 de outros tribunais;
  5. Um ruidoso panelaço recepcionou em 18 capitais o programa de propaganda eleitoral do PT no rádio e na televisão;
  6. Na CPI da Petrobras, Paulo Roberto Costa, ex-diretor da empresa, disse que dinheiro da corrupção alimentou a campanha de Dilma em 2010. Apontou a política do governo de defasagem do preço dos derivados como principal responsável pelo prejuízo de R$ 60 bilhões da Petrobras;
  7. Em depoimento à Justiça Federal do Paraná, Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, revelou que foi convidado para o cargo pelo então presidente Lula e sua ministra das Minas e Energia, Dilma. Negou que o PMDB tivesse tido algo a ver com isso;
  8. Este ano, , segundo admitiu a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (ANFAVEA), cerca de 35 mil a 40 mil empregos serão extintos na indústria automobilística, que atravessa uma de suas piores crises.

FONTE:BlogRicardoNoblat

Share Button

Quem governa o Brasil?

interrogacao

José Matias-Pereira

O agravamento diário do cenário político e econômico no Brasil está agudizando as disputas por espaços de poder dentro do governo. Esse cenário piorou ainda mais na última semana, por ocasião das celebrações do Dia do Trabalho, com os acirrados embates entre a presidente Dilma Rousseff e os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha, ambos do PMDB. As manifestações revelam as fortes divergências por parte dos dirigentes do Congresso Nacional sobre a forma como a presidente vem governando o Brasil…

Share Button

MPDF move ação de improbidade contra Agnelo Queiroz por reintegrar ilegalmente à PMDF o ex-distrital Marco Lima; ação alcança mais quatro servidores do GDF

007.AGNELO QUEIROZ

A Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social (Prodep) ajuizou ação de improbidade administrativa contra o ex-governador Agnelo Queiroz pela reintegração ilegal do ex-deputado distrital Marco Lima à Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Também são réus na ação Paulo Machado Guimarães, ex-consultor jurídico do Distrito Federal; Raimundo Dias Irmão Junior, ex-advogado da Consultoria Jurídica do Distrito Federal; Tulio Kayson Ferreira Malheiros, ex-chefe do Núcleo de Gerência Institucional de Assuntos da PMDF; e Rogério da Silva Leão, ex-secretário da Casa Militar do Distrito Federal. Todos eles participaram do processo que levou à reintegração do militar. O prejuízo aos cofres públicos com o pagamento retroativo à Lima ultrapassa o valor de um milhão de reais…

Share Button

PSB Partido Socialista Brasileiro – Zonal de Sobradinho – tem novo presidente eleito

006.PSB SOBRADINHO

MAURILHÃO é eleito presidente do PSB no Congresso da Zonal 5 – Sobradinho 1, Sobradinho 2 e Fercal, Nos sentimos felizes e prestigiados com o comparecimento e reconhecimento de todos no nosso Congresso Zonal. Nossa chapa foi eleita por aclamação em reconhecimento ao nosso trabalho na Região Norte de Brasília. Vamos organizar o partido na nossa zonal e trabalhar para o debate e elaboração de projetos que possam melhorar a qualidade de vida da nossa população, aproximar o nosso partido e dialogar com as entidades representativas e as lideranças comunitárias.

Share Button

A Petrobrás de volta para os brasileiros

petrobras-rio-rj-20110104-03-size-598

José Matias-Pereira

Depois de inúmeros contratempos, e com cinco meses de atraso, finalmente o balanço da Petrobrás de 2014, que era aguardado com ansiedade pelo mercado e os investidores internos e externos, foi publicado. Vale recordar, a esse respeito, que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, num evento recente em Nova York, prometeu que a divulgação do balanço auditado da Petrobras do ano passado “acabaria com as preocupações dos investidores” e marcaria “um novo passo na reconstrução da empresa”. Essa afirmação otimista do ministro da Fazenda leva-me a perguntar: a divulgação do balanço auditado vai solucionar os graves problemas da empresa?  …

Share Button
Powered by WordPress | Free Premium Free WordPress Themes with Plans | Thanks to WordPress 4 Themes, Free WordPress Themes and WordPress Themes Free